top of page

Campo harmônico – Parte II



Na primeira parte sobre o campo harmônico, vimos que ele é composto de tríades maiores, menores e diminutas. Contudo, é importante lembrar agora, que todos os acordes gerados pela escala, possuem notas da escala.

Neste sentido, em uma escala de Dó maior em que todas as notas são naturais, os acordes devem ser compostos com notas naturais também, mesmo os acordes dissonantes que veremos nesta parte.

Denominação dos acordes

Cada acorde dentro do campo harmônico possui um nome que corresponde ao seu grau:

  • Acorde de primeiro grau: Tônica

  • Acorde de segundo grau: supertônica

  • Acorde de terceiro grau: Mediante

  • Acorde de quarto grau: Subdominante

  • Acorde de quinto grau: Dominante

  • Acorde de sexto grau: Superdominante

  • Acorde de sétimo grau: Sensível

Tríades na escala maior e menor

Escala de dó maior:

SOL LA SI DO RÉ MI FA

MI FA SOL LA SI DO RÉ

DO RÉ MI FA SOL LA SI

I II III IV V VI VII

C Dm Em F G Am Bm5-/7

Escala de Lá menor harmônica

MI FA SOL# LA SI DO RÉ

DO RÉ MI FA SOL# LA SI

LA SI DO RÉ MI FA SOL#

I II III IV V VI VII

Am Bm5-/7 C5+ Dm E F G#º

Acordes dissonantes nos dois campos-harmônicos:

  • Bm5-/7: acorde de si menor com quinta diminuta e sétima menor, também chamado de acorde de si meio diminuto.

  • C5 +: Acorde de dó maior com quinta aumentada.

  • G#°: Acorde de sol sustenido diminuto

Campo harmônico maior - três tipos de tríades

Basicamente, os campos-harmônicos que vimos até aqui são formados por tríades, ou seja, um grupo de três notas formado por terças superpostas. Contudo, dentro do CH maior existem três tríades maiores, três tríades menores e uma diminuta.

No entanto, para saber a diferença entre elas, explicaremos pelos exemplos abaixo os três tipos de tríade.

Tríade maior

1. DO - - terça maior - - MI - - terça menor - - SOL: Acorde de dó maior.

- Podemos entender que o acorde maior é formado primeiro por uma terça maior e depois por uma terça menor.


Tríade menor

2. RÉ - - terça menor - - FA - - terça maior - - LÁ: Acorde de ré menor

- Podemos entender que o acorde menor é formado primeiro por uma terça menor e depois por uma terça maior.

Tríade diminuta

3. SI - - terça menor - - - - terça menor - - FÁ: Acorde de si diminuto

- No acorde diminuto existe a formação de uma terça menor e depois, outra terça menor.

Campo harmônico menor - quatro tipos de tríade

O campo harmônico menor possui duas tríades menores, duas tríades maiores, duas tríades diminutas, e uma tríade aumentada.

Exemplos:

Tríade menor

1- LA - - terça menor - - DO - - terça maior - - MI: Acorde de lá menor

- O acorde menor tem primeiro a terça menor e depois a terça maior

Tríade diminuta

2- SI - - terça menor - - - - terça menor - - FÁ: Acorde de si diminuto.

- O acorde de si diminuto tem duas terças menores

Tríade aumentada

3- DO - - terça maior - - MI - - terça maior - - SOL#: Acorde de dó aumentado

- O acorde aumentado tem duas terças maiores


Tríade maior

4- FA - - terça maior - - LA - - terça menor - - DO: Acorde de fá maior

- O acorde maior tem uma terça maior e depois uma terça menor.

Tétrades

O campo harmônico também pode ser formado por tétrades, ou seja, quatro notas em terças superpostas. Contudo, quando estudamos as tétrades estamos no terreno dos acordes dissonantes.

Quando ouvimos a palavra dissonante a princípio ela nos passa alguma característica negativa, pois seu nome vem de destoar, ou seja, parece algo que vai estragar a música.

Contudo, a dissonância tem a função de enriquecer a música e reforçar a função de cada acorde na música. Vale lembrar que em uma sequência de acordes (sequência harmônica), cada acorde possui uma função.

Neste sentido, alguns acordes tem função de repouso, outros de movimento e outros de preparação. No entanto, a parte da função de cada acorde pertence à teoria da harmonia.

Tétrades do campo harmônico de dó maior

As tétrades são geradas com a adição de outra terça superposta. Vale lembrar que para se achar uma terça sobre uma determinada nota é só pular uma nota na ordem da escala:

Ex. DOMI FA SOLSI MI FA SOL SI ...

Campo harmônico:

SI DO RÉ MI FA SOL LA

SOL LA SI DO RÉ MI FA

MI FA SOL LA SI DO RÉ

DO RÉ MI FA SOL LA SI

C7+ Dm7 Em7 F7+ G7 Am7 Bm5-/7

Nomes:

  • C7 +: Dó maior com sétima maior, a última terça superposta (sol-si) é maior, por isso a sétima é maior.

  • Dm7: Ré menor com sétima menor, a última terça superposta (la-do) é menor, por isso a sétima é menor

  • Em7: Mi menor com sétima menor, a última terça superposta (si-ré) é menor, por isso a sétima é menor.

  • F7 +: Fá maior com sétima maior, a última terça superposta (do-mi), é maior, por isso a sétima é maior.

  • G7: Sol maior com sétima menor, a última terça superposta (ré-fá) é menor, por isso a sétima é menor

  • Am7: Lá menor com sétima menor, a última terça superposta (mi-sol) é menor, por isso a sétima é menor.

  • Bm5-/7: Si menor com sétima menor e quinta diminuta. Este acorde é chamado também de meio diminuto, porque a última terça superposta é maior. Porém, para ser diminuto completo ele deveria ter a última terça menor

Tétrades do campo harmônico de Lá menor

As tétrades do campo harmônico menor são bem diferentes do campo harmônico maior, pois são adicionados o acorde diminuto e aumentado.



SOL# LA SI DÓ RÉ MI FA

MI FA SOL# LA SI DO RÉ

DO RÉ MI FA SOL# LA SI

LA SI DO RÉ MI FA SOL#

Am7+ Bm5-/7 C5+ Dm7 E7 F7+ G#°

Nomes:

  • Am7 +: Lá menor com sétima maior, pois a última terça é maior.

  • Bm5-/7: Si menor com sétima menor e quinta diminuta (si meio diminuto)

  • C5 +: Dó maior com quinta aumentada e sétima maior, pois a última terça é maior.

  • Dm7: Ré menor com sétima menor, pois a última terça é menor

  • E7: Mi maior com sétima menor, pois a última terça é menor

  • F7+: fá maior com sétima maior, pois a última terça é maior

  • G#°: Sol sustenido diminuto, pois nesse acorde existem três terças menores superpostas.

384 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page